O projeto

O Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional vai garantir o fornecimento de água para 12 milhões de habitantes dos Estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. Ao todo, moradores de 390 municípios serão beneficiados. Além disso, vai gerar emprego e promover a inclusão social.


O curso do rio não irá se alterar com a integração, portanto o Rio São Francisco nunca deixará de existir. Para cada litro de água, será retirado o equivalente a duas colheres de sopa, ou seja, apenas 1,4% da água (vazão média) que corre em direção ao mar.


O projeto de integração – maior obra de infraestrutura hídrica do Brasil e uma das 50 maiores do mundo – construído em dois eixos (Norte e Leste) para atender um maior número de municípios, propiciando, assim, melhor distribuição de água para o Norte e o Nordeste brasileiro.


Por meio do Eixo Norte, a água será levada para os rios Brígida (PE), Salgado (CE), do Peixe e Piranhas-Açu (PB e RN) e Apodi (RN), garantindo o fornecimento para os açudes Chapéu (PE), Entremontes (PE), Castanhão (CE), Engenheiro Ávidos (PB), Pau dos Ferros (RN), Santa Cruz (RN) e Armando Ribeiro Gonçalves (RN).


Já o Eixo Leste, levará agua para os reservatórios de Areias (PE), Barro Branco (PE) e Poções (PB) e abastecerá

os açudes Poço da Cruz, em Pernambuco, e o Rio Paraíba, responsável pela manutenção dos níveis do açude Epitácio Pessoa (PE), também conhecido como Boqueirão. Além disto, está previsto atender as bacias do Pajeú, do Moxotó e do rio Ipojuca, na região agreste de Pernambuco.


Mais de 56,6% das obras já foram executadas. Estão em construção, no Eixo Norte com 260 km de extensão, 3 estações de bombeamento, 9 aquedutos, 3 túneis e 15 reservatórios de pequeno porte. Já no Eixo Leste, com 217 km de comprimento, 6 estações de bombeamento, 5 aquedutos, 1 túnel e 12 reservatórios.


O Projeto de Integração do Rio São Francisco faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal. Orçado em R$ 8,2 bilhões, o empreendimento prevê recursos de quase R$ 1 bilhão para programas básicos ambientais, o que representa cerca de 11,8% do investimento total. Trata-se do mais significativo volume de investimentos nas questões socioambientais e arqueológicas do semiárido setentrional.


Tais investimentos estão proporcionando conhecimentos aprofundados do bioma caatinga, não só no que se refere à fauna e à flora, mas também em diversos aspectos econômico-sociais, arqueológicos e na melhoria de condições de vida de comunidades indígenas e quilombolas, existentes na área de impacto do projeto.


Leia mais, aqui, sobre os 38 projetos de sustentabilidade.

O passo a passo da obra

São 477 Km de obras para levar as águas do Rio São Francisco a 12 milhões de brasileiros. Moradores de 390 municípios de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, serão beneficiados. Dois canais de aproximação (Norte e Leste), 9 estações de bombeamento, 13 aquedutos, 4 túneis e 31 reservatórios vão servir para integrar o Rio às bacias hidrográficas já existentes nesses estados.

  • Obra Embocadura do Canal Trecho 1 Eixo N - Cabrobó/PE

Vídeos